IMPRENSAS OFICIAIS

NOTÍCIAS

10/04/2017 10:39:03 - Postada por: Pernambuco

Poesia pernambucana ganha destaque em lançamentos da Cepe Editora

Foto:
Fonte:

 A Companhia Editora de Pernambuco prepara o lançamento de três novos títulos de poesia, ampliando sua Coleção Poema para 31 obras já editadas. O Inquisidor e as lições de passagem, de Ângelo Monteiro; o Encontro entre poetas, de Beatriz Brenner e Recife em tom menor, de Bartira Soares ganham noite de autógrafos na próxima quarta-feira, dia 12 de abril, no Museu do Estado, a partir das 19h.

Prestes a completar 75 anos de idade (21 de junho), 48 anos dos quais dedicados à literatura, o poeta, ensaísta, jornalista e filósofo Ângelo Monteiro, um dos mais importantes poetas em atividade em Pernambuco, e nome expressivo da Geração 65, reúne nesta obra que sairá com o selo Cepe, o livro O Inquisidor, produção de 1975 e considerado um divisor de águas de seu trabalho literário, além dos livros Lições de Passagem e As Palavras e as Águas.

Autor de uma poética inquietante, Ângelo Monteiro, que ocupa a cadeira de número 34 da Academia Pernambucana de Letras, possui farta produção tanto na poesia como no ensaio em mais de duas dezenas de livros. Tido pelo filósofo Olavo de Carvalho como um dos maiores intelectuais brasileiros em atividade, e uma espécie de “filho de Nietzsche e de Santa Teresa” pelo cronista Renato Carneiro Campos, o autor considera o Inquisidor e as lições de Passagem como um momento significativo de sua carreira. “Resolvi acrescentar ao O Inquisidor, escrito há 42 anos, os meus dois últimos livros formar com ele um todo”, afirmou. Com 280 páginas, o livro conta com apresentação do acadêmico e mestre em Literatura Paulo Gustavo, trazendo ainda textos de Jessé de Almeida Primo, Roberto Aguiar, João Filho e poemas de Lucila Nogueira, Marcus Accioly e Nelson Saldanha, inspirados em Ângelo Monteiro e e seu legado literário.

Encontro entre poetas, organizado pela escritora Beatriz Brenner, revela, a longa e cultivada amizade entre o seu pai, o escritor Geraldino Brasil (pseudônimo literário de Geraldo Lopes), e o escritor colombiano Jaime Jaramillo Escobar, ao longo de 16 anos (1979 a 1995), através de intensa troca de correspondência.

Autor dos livros Alvorada, Presença da Ausência, Coração, Poemas Insólitos e Desesperados, Sonetos do Sol e outros poemas (Poemas de Ler sem Tempo e Conhecimento da Solidão) e Cidade do Não (Manual do Amanhã), Geraldino Brasil teve sua obra consagrada na Colômbia (e fartamente conhecida na Venezuela e Argentina), graças a Jaime Jaramillo, que atuou como o seu tradutor e principal divulgador. No Brasil, alertam críticos literários, sua poesia necessita ser resgatada. Com 415 páginas, Encontro entre Poetas faz um percurso pessoal e histórico a partir das cartas trocadas entre os amigos e confidentes que jamais se conheceram pessoalmente.

Com apresentação de Gil Vicente e prefácio da escritora Luzilá Gonçalves Ferreira, Recife em tom menor, de Bartyra Soares,a primeira escritora com deficiência visual a ocupar cadeira na Academia Pernambucana de Letras, revela a beleza enigmática da cidade a partir de sua poesia concreta, contando com o apoio de fotografias do jornalista Marcos Prado especialmente produzidas para a edição. “O Recife de Bartyra é visto e falado com os olhos do amor; pois os caminhos do amor a gente não conhece nunca. À literatura que tentou dizer o Recife, Bartyra Soares acrescenta este seu belo e sofrido livro, com as palavras de quem ama: reconhece os defeitos do ser amado mas continua a amar”.

 

SERVIÇO:

Lançamentos dos livros O Inquisidor e as lições de passagem (Ângelo Monteiro); Encontro entre poetas (Beatriz Brenner) e Recife em tom menor (Bartira Soares).

Quando: 12.04, quarta-feira

Horário: 19h

Onde: Museu do Estado de Pernambuco